Preparar carne

Como cozinhar carne como um profissional

Não stresses da próxima vez que apanhares um pedaço de carne ou peixe com desconto na mercearia, mesmo que nunca o tenhas cozinhado antes — há uma maneira fácil de determinar como o preparar.

Poucos conselhos, no entanto, são tão integrais para cada receita como determinar a técnica de cozimento ideal antes de começar, com base na gordura de uma proteína. Ele divide os métodos em duas categorias: técnicas secas e úmidas.

A cozedura a seco inclui grelhar, grelhar, grelhar, assar e cozer e é o melhor para os pedaços gordos de carne. A cozedura de calor úmido envolve um líquido para a caça furtiva, simmering ou ebulição, o que é melhor para tipos mais finos de proteínas.

Queres saber mais sobre o uso desta regra na tua cozinha? Veja alguns dos exemplos abaixo para começar como preparar chuleta em casa.

Tipicamente, cortes de carne tenros (como tenderloin ou striploin) podem ser cozidos rapidamente com um método seco, como grelhar ou grelhar. Por exemplo, o alto teor de gordura em um bife bem marmorizado costeleta significa que você pode costurá-lo no churrasco e, a menos que seja cozido até carbonizado, ele provavelmente permanecerá tenro e suculento.

É melhor cozinhar estes cortes (lâmina, peito, costela) lentamente, guiando-os ou cozinhando-os, a fim de adicionar umidade e quebrar as proteínas duras. Com carne de caça, como alce ou alce, isso é levado ao extremo. Como Wolfman diz: “Eles são muito mais lisos, por isso [eles] se beneficiam de guisar ou braising.”

O frango que compramos nos supermercados é tipicamente jovem, o que significa que muitas vezes é mais macio e indulgente quando cozinhado. Frango inteiro é grande assado no forno, de modo que a gordura da pele permeia a carne subjacente.

Coxas e pernas de frango — os cortes mais escuros e mais gordos-funcionam bem na grelha e são resistentes a demasiado cozido.

Peitos de frango, ou a carne branca muito usada, são muitas vezes melhor cozidos pele-on, para bloquear os sucos. Eles se beneficiam de vindimar para adicionar umidade se você está preocupado com um jantar seco.

Os peitos de pato, por outro lado, têm uma grossa tampa de gordura em cada peito — quando queimado, carameliza e infunde a carne magra abaixo com umidade.

Peru, um animal magro, é um agrafo de férias, embora todos temam um pássaro seco. Algumas dicas infalíveis: se você tem o espaço para ele, brindar um peru inteiro é um truque que muitos especialistas juram. Se esta não é uma opção realista, vá para a carne escura, muitas vezes suculenta, perna.

Ao usar peru moído, tente adicionar componente molhado ao seu prato, como ricota quando você está formando hambúrgueres de peru, o que ajuda a mantê-los suculentos.

Tal como os lenhadores, os peixes podem ser oleosos (arenque, sarda) ou magros (bacalhau, olho-de-vidro laranja) e podem ser preparados usando quase qualquer método de cozedura (embora a ebulição é geralmente desencorajada, uma vez que a carne pode facilmente se desfazer). Para peixes pequenos inteiros, Wolfman recomenda grelhar, fritar frigideira ou vapor. Para peixe grande inteiro, tente assar, assar ou assar.

Para bifes de peixe ou filetes grossos, oleosos, assar, assar ou até mesmo churrasco vai funcionar muito bem. Os filetes de peixes finos estão no forno, quer numa folha de cozimento, quer embrulhados num pacote de papel de pergaminho que lhes permite vapor — apenas não tente transformá-los com demasiada frequência ou arriscará quebrá-los.

O melhor método para filetes menores, no entanto, é a caça furtiva.

Fonte: https://anoteareceita.com.br/receitas-com-picanha/